Prevenindo o envelhecimento e o câncer da pele


A exposição prolongada e repetida da pele ao sol causa o envelhecimento cutâneo além de predispor a pele ao surgimento do câncer. Tomando-se certos cuidados, os efeitos danosos do sol podem ser atenuados. Aprenda a seguir como proteger sua pele da radiação solar.

use sempre um filtro solar com fator de proteção solar (FPS) igual ou superior a 15, aplicando-o generosamente pelo menos 20 minutos antes de se expor ao sol e sempre reaplicando-o após mergulhar ou transpiração excessiva.
use chapéus e barracas grossas, que bloqueiem ao máximo a passagem do sol. Mesmo assim use o filtro solar pois parte da radiação ultra-violeta reflete-se na areia atingindo a sua pele.
evite o sol no período entre 10 e 15 horas.
a grande maioria dos cânceres de pele localizam-se na face, proteja-a sempre. Não esqueça de proteger os lábios e orelhas, locais comumente afetados pela doença.
procure um dermatologista se existem manchas na sua pele que estão se modificando, formam "cascas" na superfície, sangram com facilidade ou feridas que não cicatrizam.







Como cuidar da área ao redor dos olhos

Há quem não se incomode. Mas a maioria das mulheres - e homens - trava guerras com o espelho assim que as primeiras marcas de expressão começam a se instalar ao redor dos olhos. Rugas, linhas e bolsas palpebrais não pedem licença e contra esses hospedeiros nada bem-vindos, não faltam recursos. A lista de paliativos existentes no mercado já é capaz de melhorar a imagem e a auto-estima de muita gente. Mas se a indústria promete milagres, especialistas garantem que tudo é uma questão de começar cedo.

O dermatologista Abdiel Figueira Lima, presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia do Rio de Janeiro (SBD-RJ), diz que a prevenção deve começar por volta dos 25 anos. Dormir oito horas por dia, usar um bom óculos escuros e não abrir mão do filtro solar são algumas formas de adiar as indesejáveis ruguinhas.

A região ao redor dos olhos apresenta uma pele extremamente fina e sensível, devido à grande quantidade de vasos. Além disso, a função motora dos olhos e o movimento dos músculos diante da luminosidade fazem com que a região seja a primeira a denunciar o passar dos anos. Entre as alternativas disponíveis para adiar as rugas, o ácido retinóico, na opinião do especialista, é um dos produtos mais indicados.

Já a dermatologista Beatriz França da Mata recomenda cremes à base de vitaminas A, C e E, cujas funções são, respectivamente, estimular a renovação celular, combater os radicais livres e revigorar a pele. Podem ser utilizados como prevenção, a partir dos 35 anos, e também para atenuar as rugas. Beatriz ressalta que, uma vez que elas estejam instaladas, o mais recomendado são aplicações de botox. Produtos como Dmae, que dão firmeza à pele, apenas suavizam as marcas.

Outro problema comum, as olheiras também podem ser atenuadas. A primeira alternativa são os produtos à base de vitamina E. A novidade nesta área são os cosméticos que, além de disfarçar as olheiras, ainda ajudam a tratá-las. Existem bases com filtro-solar e com vitamina E específicas para essa região. "São produtos estéticos que desempenham uma função dermatológica", explica Beatriz. O tratamento com laser também é eficaz porque estimula a produção de colágeno, suavizando a pigmentação.

Para quem prefere soluções caseiras, o presidente da SBD-RJ diz que o soro caseiro gelado é uma grande arma contra aquele aspecto de noite mal dormida, porque a temperatura fria reduz a circulação sangüínea na região. Basta fazer uma compressa com algodão e colocar nos olhos durante 15 minutos, todas as noites.

A mesma regra vale para a maquiagem, que deve ser retirada por completo antes de dormir. Existem demaquilantes específicos para essa região e, quase sempre os fabricantes têm o cuidado de utilizar componentes que não causam alergias. "No entanto, alguns produtos para retirar a maquiagem deixam resíduos na pele e podem entupir os poros", alerta Beatriz. No quesito limpeza, a dupla água e sabão neutro permanece imbatível.

www.maisde50.com.br







Cuidados com os pés

Os pés nem sempre recebem a atenção necessária. Mas a verdade é que o desgaste diário a que são submetidos, exige muito mais que cuidados estéticos. E a negligência com que em geral são tratados resulta em um preço alto.

Uma pesquisa feita pela Associação Médica Americana de Podiatria mostrou que a maioria das pessoas sente dor nos pés, algumas a ponto de ficarem impedidas de realizar atividades diárias.

A dor pode ser resultado de várias condições. Uma das mais comuns é a prática inadequada de atividade física.

“Durante uma corrida, por exemplo, o peso do corpo é multiplicado por dez”, afirma o ortopedista Jorge Mizusaki, da Universidade Federal de São Paulo. “Se o praticante não tiver um preparo e tênis apropriados, pode sofrer danos nos pés.”

Há várias maneiras de amenizar os impactos. Depois de um dia usando salto alto, recomenda-se alongar os músculos da panturrilha, da coxa e da região do calcanhar.

Na hora de realizar exercícios físicos, o praticante deve escolher um tênis que suavize o impacto dos movimentos.

Pessoas diabéticas, além de controlar a doença, devem usar sapatos confortáveis - há modelos para esses pacientes, que não apertam os dedos. Eles também devem evitar andar descalços para não expor os pés a machucados difíceis de cicatrizar.

Além dos cuidados essenciais, usar um creme e um esfoliante sempre que possível. Os pés merecem atenção como as outras partes do corpo.

Não basta também, apenas, visitar a pedicura. É importante ter cuidados diários com os pés. Não só está a contribuir para que fiquem impecáveis no Verão, quando usa sandálias, mas também a contribuir para o seu bem-estar!

cuidados que deve ter em conta, todos os dias:

Lixe os pésA pele dos pés é mais espessa e resistente do que a de outras áreas do corpo, por isso facilmente a sola fica com calosidade e células mortas. Assim, para retirar o excesso de calosidade deve limar, semanalmente, a região dos calcanhares e a sola com uma lima própria para os pés ou com uma pedra-pomes. A melhor altura para limar os pés é depois do banho, já que a pele está mais mole.

Pés maciosPara amolecer a pele dos pés deixe-os de molho, durante dez minutos, em água morna com vinagre (para cada litro de água acrescente meio copo de vinagre). De seguida, massageie os pés com óleo de amêndoas ou com um creme hidratante. Faça isto uma ou duas vezes por semana.
Esta é também uma boa altura para limar os pés e as unhas, mas antes de massagear os pés com o creme.

Unhas impecáveisCorte as unhas de quinze em quinze dias, de preferência depois do banho. Use um alicate ou uma tesoura para as cortar. Também pode simplesmente apará-las com uma lima, sobretudo se for regularmente à pedicure. Não deve cortar demasiado as unhas nem deixá-las muito compridas. O fato de estarem muito compridas contribui para a acumulação de resíduos e sujidade; e se as cortar demasiado pode correr o risco de lhe encravar uma unha.

Cuidado com a cutícula
Para ter umas unhas apresentáveis, o ideal é empurrar a cutícula cuidadosamente com uma espátula própria. O excesso de pele pode ser removido com o alicate, mas tem de ter muito cuidado, pois pode correr o risco de ter uma inflamação. Se não estiver habituada a retirar o excesso de pele, depois de empurrar a cutícula, o melhor é deixar esta tarefa para a pedicure.

Lave os pésLave muito bem os pés! Não basta deixar que escorra a água enquanto toma um banho. Deve passar com a esponja entre os dedos. Depois do banho, é importante secar muito bem os pés, pois a umidade acumulada pode dar origem a micoses.

Protetor solarNa praia, coloque protetor solar nos pés. Apesar de terem uma pele mais resistente, não devem de forma alguma ser esquecidos. Além de evitar que a pele fique ressequida, está igualmente a prevenir o cancro de pele.

Calos: o que fazer?
O uso de sapatos apertados, não arejados e de salto alto facilita o aparecimento de calos. Estes devem ser retirados por uma especialista. Mas, a calosidade que costuma aparecer na zona dos calcanhares e na sola dos pés não passa de uma reação natural da pele ao atrito causado pelo andar, pela má postura ou pelo uso de certo tipo de calçado. Para atenuar esta calosidade, deve limar os pés, corrigir a postura e usar calçado confortável. Se não fizer nada, a calosidade acumula, o que é pior.


0 comentários:

 
Blogger Templates