O beija-flor
O sol nasceu, brilhando no alto do céu. Os pássaros então se puseram a bailar felizes, em meio às nuvens brancas flutuantes. O verde das plantas, iluminados pelos raios do sol, coloriam o horizonte com todo o verde da minha esperança. Respirei fundo, sentindo o cheiro da terra ainda molhada pelo orvalho da madrugada que passou. Mais uma em que não te vi. Temi que um dia de tanta beleza, não merecesse meu olhar tristonho... Não foram assim meus dias passados. O beija-flor pousou na flor, beijou-a e voou. E eu fiquei a observá-lo. Voou livre, liberto para longe e se foi. A flor que mais parecia morta não fosse sua beleza, não se manifestou e ali parada ficou. Tal qual fiquei no dia em que você se foi.
Com um beijo, me disse adeus e nunca mais voltou.
                                   A Entrega




Na noite, na cama, um sonho.
Um choro, um beijo, uma lágrima.
A lua, a janela, o luar.
Seus olhos, seus lábios, teu olhar.
Seus braços, seus abraços.
Seu coração, minha emoção.
Meus seios, teus anseios...
Suave olhar, vontade louca de pecar.
Não fale, quero te beijar.
Na noite, na cama,
quero sonhar, quero te amar.
Da janela, vejo a lua,
que também me observa.
Não me incomoda, nem eu à ela.
Quero ficar contigo.
Me entregar sob a luz do luar,
No fim desta noite serena,
quando todos parecem dormir...


Leliane Alencar


119.gif
Quando eu pensei em fazer um blog, era tão somente para que eu pudesse mostrar minhas poesias as pessoas do mundo, para quem gostasse é claro. Mas, com o tempo fui aprendendo que ter um blog requer sabedoria, instinto, dedicação e sobretudo respeito aos visitantes. As pessoas não poderiam chegar até aqui somente para ver e ler minhas poesias, porque assim seria injusto da minha parte e altamente egoísta. Divulgar o que eu sempre fiz e gosto é um acerto que eu coloquei no blog, mas e aí? Onde fica a parte social e mais gostosa de quem quer que seu trabalho seja valorizado e respeitado? Tive que parar por um bom tempo de ficar somente postando e enfeitando meu blog, para observar, ler, conhecer o mundo dos blogs e os donos deles. Verifiquei que centenas e centenas deles tem uma coisa em comum e que eu acho de muita utilidade e valia. Esses são os que me ensinaram a aperfeiçoar, arrumar, mexer em html, que eu nem conhecia, fazer downloads de vídeos e imagens que enriquecessem o meu blog, colocar fundo musical, gadgets, outra coisa que eu também não sabia o que era quando cheguei. dentre outras coisas como conversar, interagir, brincar, dar um comentário de incentivo. Quantas e quantas pessoas dedicadas, informadas e de boa cultura estão atrás desses blogs e sites que são ferramentas valiosíssimas para quem não tem a mínima noção de como fazer um blog e o manter funcionando. São professores da internet, são os amigos virtuais que na grande maioria nem se apresentam, mas deixam um legado forte de ensinamento que talvez eles não tenham noção do quanto isso é importante para quem busca aprender, conhecer e tirar dúvidas. São milhares de dicas e ajudas espalhadas pela internet. São milhares de professores ensinando como se trabalhassem num grande mutirão de ajuda. Nem todos sabem disso, mas eu os reconheço como meus mestres que me apoiaram e me ajudaram a dar os primeiros passos neste gigante mundo virtual da blogosfera. Não poderia enumerar em um post as centenas de aulas, de mestres, de amigos que tive durante esse meu primeiro ano por aqui, no mundo dos blogs, mas sei que muitos deles irão lembrar de mim, porque costumo fazer sempre um comentário de agradecimento sobre a ajuda que obtive no site ou blog da pessoa. Quero parabenizar em forma de um abraço gigantesco virtual a todos os proprietários de blogs por onde passei, onde me inspirei, onde tirei minhas dúvidas, onde consegui aprender um pouco mais. São muitos, demasiadamente muitos, portanto não vou enumerar, mas queria deixar registrado que, se estou aqui e consigo deixar um blog no ar por mais de um ano e gosto de tudo que faço, além das minhas poesias, devo a todos sem distinção que, de uma forma ou outra colaboraram para que eu pudesse melhorar. Ainda estou engatinhando neste espaço virtual, mas fiz centenas de amigos, o que foi mais gratificante ainda e estou certa de que sou capaz também de estar encorajando alguém nesse momento a continuar, a não parar, não desistir, porque vale a pena insistir e ficar. Meu blog completou um ano, mas os parabéns é para você que me ajudou até aqui.Um beijo no seu coração!


Chegamos ao fim.

Fim do túnel,

Da vida,

De uma vida infeliz.

Fim da infelicidade colhida,

Da colheita de tempos ruins

De contatos ruins, mal queridos,

Diálogos encerrados,

Da vida desgastante.

Cansaço das esperanças, sempre adiadas,

Nunca vindas.

Esperanças inúteis nutridas.

Chegamos ao fim.

Fim de reconciliações,

Quem sabe um inicio de uma vida enfim com sorrisos.

Sorriso que não houve.

Fim de um tempo desperdiçado

Mal usado.

Usado somente para ferir.

Ferimentos que nunca saram,

da doença chamada desunião.

Aparências foram mutiladas,

duas vidas despedaçadas.

Fim de uma espera no nada.

O nada éramos nós dois.

Não temos mais um ao outro.

Acho mesmo que nunca nos tivemos.

Uma vida que se arrastou e que se foi.

O tempo se passou e nada mudou.

Por isso chegamos ao fim.

Chegamos ao fim e isso é bom.

A idéia de um novo começo é bem vindo.

Saber que ainda podemos voltar a sorrir.

E que não custa tentar.

Saber que estamos no caminho agora certo.

Que agora tudo pode dar certo.

Não precisaremos mais chorar,

por um monte de coisas banais.

Banalidade foi termos sonhado,

com dias melhores que nunca vieram.

Com sonhos que foram desfeitos.

Lágrimas derramamos.

Banalidade, insistir no errado,

Sem nos permitirmos mudar.

Banalidade é achar que não vale a pena sonhar.

Os Sonhos nos ergue pra vida.

Uma vida prá se viver!

E ainda que eu caia,

Que eu erre novamente,

Que eu chore.

Não lamentarei se ainda me magoar.

Remendarei os trapos de vida,

que ainda me restam.

Colarei meu coração quebrado,

Mas viverei...

Chegamos ao fim.

Fim de ilusões contidas,

De tropeços e tombos,

Fim de um mundo hipócrita,

Onde o amor jamais existiu.









Nosso amor é demais e quando amor se faz
Tudo é bem mais bonito
Nele a gente se dá muito mais do que está
E o que não está escrito
Quando a gente se abraça, tanta coisa se passa
Que não dá pra falar
Nesse encontro perfeito, entre o seu e o meu peito
Nossa roupa não dá
Nosso amor é assim, pra você e pra mim
Como manda a receita
Nossas curvas se acham, nossas formas se encaixam
Na medida perfeita
Esse amor é pra nós a loucura que traz
Esse sonho de paz e é bonito demais
Quando a gente se beija, se ama e se esquece
Da vida lá fora
Cada parte de nós tem a forma ideal
Quando juntas estão, coincidência total
Do côncavo e convexo
Assim é nosso amor, no sexo
Esse amor é pra nós a loucura que traz
Esse sonho de paz e é bonito demais
Quando a gente se beija, se ama e se esquece
Da vida lá fora
Cada parte de nós tem a forma ideal
Quando juntas estão, coincidência total
Do côncavo e convexo
Assim é nosso amor, no sexo




Photobucket





          Tenho Certeza que você já foi em uma festa de comemoração de Bodas de Prata, seja de amigos ou de familiares. As Bodas de Prata é a mais comemorada pelos casais. Afinal São 25 anos de casados e isso merece uma grande Comemoração!
          Tradicionalmente reúne-se a família para assistir a uma cerimónia religiosa e convida-se os amigos que assistiram ao casamento - bem como os novos amigos para um brinde.
          Mas, Além das Bodas de Prata, os casais podem e devem comemorar seus aniversários de Casamento.
          Lógico, há quem prefira fazer isso viajando, ou seja, realizando várias luas-de-mel.
         Seja como for a escolha, cada casal encontrará um bom motivo para comemorar.

                      Veja aqui uma lista com todas as Bodas de Casamento.




Lista das Bodas  

Bodas de Papel ................ 1 ANO
Bodas de Algodão ................. 2 ANOS
Bodas de Couro ........................ 3 ANOS
Bodas de Flores .......................... 4 ANOS
Bodas de Madeira ........................... 5 ANOS
Bodas de Açúcar .............................. 6 ANOS
Bodas de Lã .......................................... 7 ANOS
Bodas de Barro ......................................... 8 ANOS
Bodas de Erva .............................................. 9 ANOS
Bodas de Estanho ............................................ 10 ANOS
Bodas de Aço .................................................... 11 ANOS
Bodas de Seda .................................................... 12 ANOS
Bodas de Renda ..................................................... 13 ANOS
Bodas de Marfim ..................................................... 14 ANOS
Bodas de Cobre ....................................................... 15 ANOS
Bodas de Porcelana ....................................................20 ANOS
Bodas de Prata ......................................................... 25 ANOS
Bodas Pérola ......................................................... 30 ANOS
Bodas de Coral ................................................... 35 ANOS
Bodas de Rubi ................................................. 40 ANOS
Bodas de Safira ........................................... 45 ANOS
Bodas de Ouro .................................... 60 ANOS
Bodas de Diamante .................... 75 ANOS



Photobucket













































Mensagens para Orkut - Poemas

-



     A etiqueta, embora tenha esse nome pomposo, é uma forma de viver melhor. É a comunhão, escrita e levada ao público, de regras básicas da educação familiar antiga. Segredinhos que tornavam mais simples e facilitavam a vida de todos.
     Vamos aprender de maneira mais tranqüila e simplificada possível, o que fazer em certas ocasiões e ver como uma pessoa bem informada sobre esse assunto pode ganhar muito, em casa, com os amigos e no trabalho. Vamos começar com uma festa de aniversário, porque essa festa acontece em todas as épocas do ano. Mas, especificamente de festa de crianças.
     As crianças não se conformam de passar seu aniversário em branco. Elas adoram um bolo, umas velinhas e bolas coloridas. Brigadeiro também parece indispensável. Muitos adultos, no entanto, fogem disso.

     Escolha aqui a comemoração ideal para toda a sua turma! Hoje em dia não existem mais formalidades nos aniversários de crianças e você vai ver quantas opções:
Todos prá lanchonete!
– Você diz à criança quantos amiguinhos ela pode convidar para comemorar a data na lanchonete ou no parque mais próximo. A criança escolhe os amigos. Você envia cartõezinhos para os pais comunicando o evento, pega todos à saída do colégio (se forem também vizinhos ou familiares, apanha-os antes) e pede aos pais que busquem as crianças no horário e local definidos. E, lógico, quem convida paga a festa.
Bolo no colégio
– Para não criar problemas com o horário de saída, bolo, cachorro-quente e refrigerantes, podem ser servidos aos colegas da classe na hora do recreio ou no final do período escolar. A direção da escola e a professora devem ser avisadas com uma semana de antecedência e as mães dos coleguinhas de seu filho também, para que neste dia eles não levem lanche. Se quiser incrementar o cardápio, mande também brigadeiros e outros docinhos que as crianças adoram. Cuide para que tudo chegue em ordem, não se esqueça de velas no bolo e opte se possível, por pedaços de bolo já cortados e embrulhados um a um.
Festa em casa ou no salão do prédio
- Lembre-se, em primeiro lugar, de que a festa é infantil e, portanto, deve ter mais crianças que adultos. Estes, de preferência, devem vir apenas na hora de buscar as crianças.

Sugestões de cardápio:
Salgadinhos: croquetinhos, bolinhas de queijo, batata frita e cahorro-quente. Se quiser: minissanduiches de presunto e coxinhas de frango.
Doces: brigadeiros, cocadinhas, balas de coco embrulhadas com papel coloridíssimo, bombonzinhos, gelatinas, etc.. E é claro, o bolo!
Bebidas: refrigerantes, sucos de frutas.
Importante: A festa deve ter hora para começar e hora para terminar, já que as crianças não são auto-suficientes em matéria de transportes. Cabe ao aniversariante escolher os amiguinhos. Você só deve interferir nesse assunto se o esquecimento ou briguinhas infantis criarem injustiças berrantes.
Diversão: Cada vez mais cresce o número de empresas especializadas em fazer showzinhos de palhaços e mágicos ou ainda promover brincadeiras em festas infantis.

Agora preste atenção para quando você for convidada para um aniversário de criança:

Compre um presente para o aniversariante.
Se o aniversariante tiver irmãos ainda crianças, leve uma pequena lembrança para estes.
Se ficar durante toda a festa, ajude a mãe que recebe a olhar as crianças.
Lembre-se de que quando juntos, eles fazem mil estripulias... Não se atrase na hora da chegada e, se não ficar na festa, não se atrase principalmente na hora de buscar seu filho.
Ensine-o a se comportar bem, não avançando na mesa, não brigando com outras crianças e nem correndo em meio dos adultos.
Agradeça o convite e, se puder, retribua no aniversário de suas crianças.


 
Blogger Templates