Esses versos eu inventei
Só prá exaltar meu amor
Não sei se consegues ver
O que clamo com fervor

Nessas linhas desesperadas
Eu sei quem fala ou grita
É minha alma machucada
Que por você se agita

Meus versos não são perfeitos
Nem tão pouco a minha vida
Preciso da tua presença
Preciso sentir-me querida

De todas as manhãs que eu tenho
Não tem uma que eu goste mais
Não tem uma que seja bonita
                              Não tem uma que me satisfaz                         

Tua presença é o que eu quero
      É isso que eu quero sentir          
Não tem problema eu espero
 Um dia você há de vir

Não quero um buquê de rosas
Nem um monte de margaridas
Não quero essa brisa mansa
Nem essa flor mais bonita

Eu quero é você comigo
Eu quero é você prá mim
Eu quero parar de chorar
Viver esse amor que há em mim

As tardes que eu vivi
Eram impuras de prazer
As borboletas voavam
Mas eu não queria ver

Viajei em pensamentos
Por outras cidades também
E em todas elas eu senti
Que precisava de alguém

Quando eu ficava sozinha
Era a tristeza que me abraçava
Era ela minha companheira
Era com ela que eu ficava

No meio de tanta gente
Não teve quem me fez sorrir
Por mais que eu tentasse achar graça
Eu não a via por você não estar ali

Falaram pra eu viajar
Assim eu teria felicidade
Com o tempo eu ia te esquecer
E nem lembrar o que foi saudade

Disseram que eu fosse prá longe
Que lá eu iria te esquecer
Sabia que era bobagem
Mas essa eu pagava prá ver

Tudo mentira o que disseram
Longe as coisas só pioraram
A saudade chegou mais prá perto
E as lágrimas ainda voltaram

Fui prá onde tu estavas
Justo onde eu não deveria
Mas era isso o certo
Foi o que meu “eu” dizia

Agora que estou aqui
Procurando te esquecer
Lembrei-me, vai ser difícil
Tentar esquecer você

Quando eu estava lá
Eu só fazia chorar
E às vezes pra distrair
Eu começava a cantar

Não tinha uma canção
Que não falasse de amor
Também com tanta saudade
Só sabia falar de dor

O tempo passou depressa
Mas não te trouxe de volta
Não sarou a minha dor
E isso me deu revolta

Não canto mais de alegria
Nem por sentir saudade
Não canto porque sou vazia
Não sinto felicidade

E agora com você tão perto
A vida não foi minha amiga
Tornou-se um enorme deserto
Me fez esquecer a cantiga

Aquela que eu cantava
Quando você me abraçava
E agora que tudo acabou
Só me resta o que sobrou

O que sobrou foi o nada
O nada de tudo que fomos
Um véu de tristeza me invade
Pelo nada que hoje somos

Não sei por que estou aqui
Não sei por que vim de lá
De nada me adiantou
Ficar ou deixar prá lá

Eu não te terei mais
Em tempo algum da minha vida
O que passou, passou
Agora é viver a vida

É difícil caminhar
Sem você pra me ajudar
É difícil de viver
Sozinha sem ter você

Mas tenho que aceitar
Que agora a vida é assim
Eu não te tenho comigo
E você viverá sem mim

Sei que tudo acabou
Hoje só posso lamentar
O que passou, passou
Não adianta mais chorar





www.Maynababy.com Gifs Animados

0 comentários:

 
Blogger Templates