Quase não tenho tido tempo de postar alguma coisa. Minhas poesias estão todas emboladas em meu caderno de rascunho onde eu as escrevo antes de colocar no blog. São muitas e somente algumas eu coloco por aqui porque ainda acho que muita gente não gosta de ler poesias. Claro que tem os admiradores de plantão, mas acredito, sejam poucos, Mas não me importo. Qualquer um que venha a ler e gostar,  para mim será um alento.
     Tenho acompanhado as manchetes dos telejornais e quase não vejo uma notícia boa, aliás, não lembro de uma que tenha sido boa ultimamente.
      O complexo do alemão acabou de ser tomado pela polícia e quando a gente pensa que não, lá vem o esculacho de que alguns policiais fizeram besteiras na hora da tomada do morro. Não deveria acontecer essas denúncias de policiais roubando, quebrando coisas dos outros, batendo, mas quem está falando é o povo da comunidade. Só quem está lá com o problema é que sabe onde o calo está lhe apertando. Tomara que sejam apuradas as denúncias e que seja apenas um mal entendido.
      Em São Paulo, o temporal mata um rapaz que tenta se livrar da enchente mas cai e é levado pelas águas e tudo é filmado e mostrado para nós como se a cena fosse legal de ser vista. No Espírito Santo duas crianças morrem e várias ficam feridas devido ao desabamento do teto da escola onde estavam. São todas crianças pequenas de 4 a 6 anos e tudo o que fazem é mostrar o desespero das mães que perderam seus filhos. Tem repórter que ainda fica perguntando o que é óbvio em um caso como estes. "como é a dor de perder um filho desse jeito?" ou " é difícil não é?". Sinceramente, algumas vezes o tele jornalismo me assusta. Por várias vezes eu tive a impressão e quero estar errada de que a maioria dos jornalistas estão simplesmente deixando o lado humano de fora e visando apenas a melhor imagem, o maior furo de reportagem, talvez buscando maior audiência para sua empresa.
     Mas, pelo amor de Deus, precisa mostrar a mãe desesperada que desmaia ou grita pela triste e infeliz morte da sua criança? Precisa mostrar o rapaz na hora em que ele caiu e sumiu nas águas? Precisamos passar por isso realmente? Quando eles dizes que uma criança morreu eu já sei como uma mãe dessas vai ficar. E nem quero imaginar como a mãe do rapaz vai ficar ao ver em que desespero se encontrava o filho minutos antes de morrer.
      Acho que tudo isso está muito exagerado pro meu gosto.
     Algumas coisas filmadas por celulares de alguém que conseguiu registrar o ocorrido ou por jornalistas em busca de notícias. deveriam ficar guardadas como prova do acontecimento,  caso venha a ser requerido. É bom que se tenha imagens de coisas ruins que acontecem mas, deveriam ficar registradas e guardadas sem que fosse preciso mostrar as imagens.
      De repente estou sensível demais e já não posso mais ver tudo que acontece nesse mundo.De repente só tem coisas ruins para serem mostradas, ou de repente estou certíssima em estar reclamando da desgraça sempre ser destaque.
     Mas que eu torço para que sempre venham boas notícias, eu torço.
     Mas por enquanto estou só torcendo o nariz.
     
     

0 comentários:

 
Blogger Templates